Curso Permanente de Ilustração Naturalista em Florianópolis


Descrição

Como funciona

O curso de Ilustração Naturalista existe desde 2004 e é um ateliê aberto. Isso quer dizer que não há turmas iniciando nem encerrando. Não há distinção de categorias nas turmas: iniciantes e iniciados fazem aulas juntos. VENHA FAZER UMA AULA EXPERIMENTAL. Se gostar é só continuar frequentando.

Para a aula experimental traga lápis (qualquer), borracha (qualquer) e papel (qualquer). Se não trouxer nada, não tem problema,  temos material para emprestar.

Passaremos uma lista com os materiais que serão necessários nas aulas seguintes.

As técnicas abordadas são de sua escolha, sendo que as primeiras aulas são iguais para todos e a primeira etapa é obrigatoriamente grafite, onde vemos proporções, escala tonal, luz e sombra. Depois podes optar por nanquim, guache, aquarela ou lápis de cor.

Turmas:

terças, quartas ou sextas das 14h às 17h ou
terças das 19h às 22h.

Mantemos poucos alunos por sala para que o atendimento seja voltado ao interesse do aluno.

Valores:

O valor da mensalidade é de R$250 ou R$205 para estudantes. Aulas avulsas R$80 (sob consulta de vaga disponível).

Histórico:

O curso de Ilustração naturalista teve início em 2004 nas Oficinas de Arte do Centro Integrado de Cultura, em Florianópolis, SC, com o apoio da Fundação Catarinense de Cultura.

Em 2007, devido às reformar no CIC, a oficina passou a ser oferecida no ateliê “A CASA – Oficinas de Arte”.

Atualmente funciona no ateliê “NACASA – Coletivo Artístico” , na rua José Francisco Dias Areias, 359 – Trindade. Florianópolis, SC.


Conteúdo

Trabalhamos com poucos alunos por turma proporcionado um atendimento bem individualizado.  As primeiras aulas são semelhantes para todos os recém-chegados e inclui: noções de escala tonal, luz e sombra e proporção.

Grafite

A primeira etapa do curso é obrigatoriamente o lápis de grafite, na técnica das camadas de grafite. Esta técnica consiste obtenção dos tons de cinza através da sobreposição de camadas de grafite de diferentes durezas. Usando lápis duros (2H, H, HB) nas primeiras camadas mais claras, seguido de uma sobreposição com lápis mais macios (2B, 4B, 6B, 9B) nas áreas mais escuras.

Após esta primeira etapa de aprendizado de grafite, o aluno escolhe entre diversas técnicas como nanquim (pontilhismo), aquarela, guache e lápis de cor.

Nanquim

Na técnica com nanquim, enfatizamos o pontilhismo, onde o aluno trabalha com uma caneta de nanquim fazendo os contornos do desenho e usando pequenos pontos para representar luz, sombra e texturas.

Lápis de Cor

O lápis de cor não é tão usado na Ilustração Científica/Naturalista como a aquarela, por exemplo. As cores são adquiridas através da sobreposição de camadas de cores diversas.

Inés trabalhando com lápis de cor

Aquarela

A aquarela é trabalhada em camadas, assim como o grafite. Por este motivo grafite em camadas é pré-requisito para a aquarela. As áreas iluminadas da ilustração são o resultado de poucas camadas sobrepostas. As áreas mais escuras são o resultado da sobreposição de múltiplas camadas, cada vez mais espessas. Não usamos tinta branca para representar a luz. Esta é representada pelo branco do papel preservado durante o processo.

Guache

Esta é uma técnica subutilizada pelos Ilustradores Científicos. Apresenta um grande potencial principalmente na representação de animais em cores. A tinta opaca da guache é utilizada de maneira muito diferente da aquarela. Usamos a tinta branca para representar os tons claros, a luz. Enquanto na aquarela usamos a transparência da tinta.

Modelos:

Temos em nosso curso diversos modelos para serem retratados. Conchas, insetos e crânios são os mais comumente utilizados no início, passando para plantas e fotografias (estas para desenho de mamíferos e aves).


Galeria dos alunos

Muitos trabalhos são produzidos no curso desde 2004. Aqui temos uma seleção de técnicas e temas variados.


Pré-inscrição

Para saber mais sobre o curso ou receber informações de novidades, preencha o formulário.

Antes de enviar, preencha a verificação abaixo:


compartilhe:Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInEmail this to someone